Gestão 2008/2009

Composição da atual Coordenação do CORSA (eleita em outubro de 2009, mandato expira em março de 2009)

Coordenador de Política, Ativismo e Comunidade
Lula Ramires (Adjunto: Julian Rodrigues)

Coordenador Financeiro
Egydio Júnior (Adjunto: Thais Iervolino)

Coordenador Administrativo
Marcio Dantas (Adjunto: Lula Ramires)

Coordenador de Saúde e DST/Aids
Angélica Fernandes (Adjunto: Egydio Júnior)

Coordenador de Educação e Formação
Julian Rodrigues (Adjunto: Angélica Fernandes)

Coordenador de Comunicação e Eventos
Thais Iervolino (Adjunto: Marcio Dantas)

Carta de princípios para a gestão 2008/2009

Princípios básicos

Entendemos a necessidade do fortalecimento do CORSA, considerando sua importância e significado na história do movimento GLBTT brasileiro e, particularmente, paulista. Desse modo, devemos balizar alguns princípios básicos que oriente como também defina o perfil dessa entidade. É imprescindível que os componentes da nova gestão tenham o compromisso de respeitar as decisões de grupo, como também de atuar nos diversos espaços políticos e sociais enquanto um grupo coeso com seus princípios e deliberações. Para tanto, a necessidade de uma cultura de diálogo e comunicação ágil e freqüente torna-se fundamental para essa gestão.

Além disso, a entidade sempre se caracterizou pelo seu suprapartidarismo e ecumenismo, elementos que, para essa gestão, são fundamentais na definição da entidade, incorporando política pluralistas e de respeito às diversidades presentes na comunidade GLBTT e na sociedade em geral e estabelecendo canais abertos para toda a sociedade. Nesse sentido, pretendemos manter a parceria estratégica com a Igreja da Comunidade Metropolitana, cuja relação estabelecida na gestão anterior têm-se mostrado produtiva do ponto de vista político e social.

Outros pontos devem ser considerados fundamentais e importantes para a manutenção e o fortalecimento da entidade. Para tanto, pontuaremos abaixo, delineando-os como objetivos dessa gestão:

Manutenção e Infra-estrutura

Atualmente, a Entidade encontra-se em sérias dificuldades financeiras resultadas de diversos problemas e equívocos das gestões anteriores. Para superarmos essas dificuldades, nos propomos a reavaliar o atual espaço em que a Entidade se encontra sediada, como também buscarmos outras alternativas que já nos têm sido apresentadas. Além disso, a parceria com a ICM garante-nos, numa relação recíproca, a sustentação e a manutenção do espaço para que ambas consigam operar com tranqüilidade suas atividades. Também é compromisso dessa gestão saldar as atuais dívidas do CORSA e o tirá-lo dessas dificuldades para que possamos tocar nossos projetos futuros.

Funcionamento/atividades

Pretendemos criar diversas dinâmicas internas para nosso fortalecimento e articulação política. Acreditamos que para garantir a coesão discursiva entre nossos componentes, há a necessidade de fazermos mensalmente um círculo de debate, definindo tema e um responsável que possa prepará-lo previamente e orientar a discussão com o coletivo. Pretendemos também desenvolver diversas atividades com jovens, entre elas, algumas que já foram realizadas anteriormente enquanto orientação e apoio às pessoas jovens que nos procuram cotidianamente. Além de trabalhos de orientação, outras atividades culturais como filmes, saraus, exposição, teatro, jantares, etc, são formas de garantir a convivência e a troca de conhecimentos entre as participantes. Entendemos também como fundamental para o aprendizado das pessoas envolvidas nessas atividades fazermos visitas a locais previamente agendados que desenvolvam trabalho de ajuda e auxílio a outras comunidades como orfanatos, asilos, etc. Por fim, pretendemos desenvolver uma série de cursos para a comunidade GLBTT e geral com temas ligados à orientação sexual e identidade de gênero. Para garantirmos a ventilação de informações sobre essas atividades, entendemos como fundamental a atualização freqüente do site do CORSA, como também a criação de um boletim informativo periódico que circule dentro e fora da entidade.

Projetos

Enquanto uma entidade GLBTT, pretendemos manter nossos projetos voltados à comunidade em geral, entre eles o projeto Educando para Diversidade, pois entendemos seu significado e sua relevância no campo da Educação. Nossos projetos de prevenção DST/AIDS também serão mantidos e ampliados, porém, pretendemos criar uma ligação entre os dois, para garantir a coerência desses projetos.

Além desses projetos já realizados pelo CORSA, pretendemos incorporar outras temáticas que têm criado demandas e pessoal em nosso grupo como projetos ligados à temática da Literatura e Diversidade Sexual e também Religiosidade e Diversidade Sexual. Pretendemos aprofundar o debate e, com isso, desenvolvermos projetos que trabalhem as relações raciais em parceria com o Movimento Negro, em específico, com a APROFE.

Política Externa

Por fim, queremos reafirmar nossa atuação junto ao Fórum Paulista, com o intuito de fortalecer nossas relações em nível estadual para darmos um corpo forte e coerente ao movimento GLBTT paulista. Entendendo a importância da conjuntura nacional e internacional e a necessidade de fortalecermos as relações com grupos de outros estados e outros países, temos como prioridade nossa filiação à ABGLT e à ILGA.

São Paulo, março de 2008

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License